Home / Aprenda / Cura! Algo que você nunca imaginou: Descubra agora!

Cura! Algo que você nunca imaginou: Descubra agora!

Os seres humanos buscam incansavelmente a cura das doenças físicas e emocionais.

E muitas vezes procuram a cura em meios externos: em remédios e tratamentos revolucionários…

Mas o que poucos sabem é que a cura pode estar bem ao seu alcance e você é totalmente capaz de acessá-la e assim fazer uso de todas as suas propriedades.

As neurociências, através de muitas pesquisas já confirmadas por diversos especialistas, cada vez mais vêm validando cientificamente o que já era sabido e praticado popularmente, as terapias que integram saúde do corpo e da mente funcionam de verdade!

O sistema nervoso

O sistema nervoso é o responsável por mandar estímulos para todo o seu corpo e a maneira como você o ativa é que comandará o envio de sinais de cura para o seu organismo. Sabia disso?

E você pode promover essa cura natural, através da amorosidade, do amor próprio, onde o cuidado e o carinho trazem incontáveis benefícios para sua vida e sua saúde.

E para saber mais sobre o sistema nervoso e a cura, acompanhe o texto.

Como funciona o seu cérebro no processo de dor e cura?

O sistema nervoso é capaz de curar uma pessoa, cientistas afirmam que o cérebro humano possui uma divisão em ramos e se reparte em sistema simpático e sistema parassimpático.

O seu sistema nervoso simpático está diretamente ligado ao estado de alerta e geralmente as sensações de dores e incômodo que a doença provoca, está relacionado a essa parte do cérebro.

Quando a dor se instala, é como se houvesse um perigo eminente, os músculos tencionam e surge o sentimento de lutar ou fugir, os níveis de adrenalina e cortisol no sangue aumentam e esse processo gera ainda mais incômodo.

É importante lembrar que o estado de alerta que o sistema nervoso simpático provoca, é essencial para a vida humana, no entanto, viver em estado de estresse causa um desequilíbrio nos sinais nervosos enviados ao organismo.

Já o sistema nervoso parassimpático age de maneira totalmente contrária ao simpático, ele está ligado ao relaxamento, a melhora na circulação sanguínea e na desaceleração respiratória, que provocam sensação de bem-estar físico e mental.

Então, o que se pode concluir é que, suas sensações dependem de qual parte do seu sistema nervoso está sendo estimulada diariamente.

Dentro do sistema parassimpático existe uma ramificação chamada Vagal Ventral que está diretamente ligado a amorosidade, pesquisas neurocientíficas vem se aprofundando neste assunto e já relaciona o tratamento da depressão e dores crônicas ao estímulo deste ramo do cérebro.

As pesquisas afirmam que quando o ser humano tem ações e pensamentos positivos e amorosos o sistema parassimpático é estimulado e o relaxamento se apropria do corpo e a cura começa a ser praticada.

Mas a verdade é que, quando se sente dor fica bem mais difícil acionar pensamentos positivos e a amorosidade, mas acredite, quando você consegue manter os sentimentos calmos e acolhedores, a percepção sobre a sensação incômoda muda, acontece a diminuição dos estímulos doloridos.

Praticando a autoamorosidade

Quando uma pessoa fica doente, o que ela quer?

Muitas vezes mais do que remédio ela deseja cuidado, amor, receber carinho do outro.

Mas e se se todos esses sentimentos partirem de você?

Exatamente, amor próprio, criar um laço de carinho de você para você!

Este ato de carinho é capaz de gerar estímulos suficientes para promover a cura e o alívio das dores físicas e emocionais. Este é o melhor remédio que você pode oferecer ao seu organismo.

Quando você pratica o autoacolhimento, o seu sistema nervoso central ventral que fica no ramo parassimpático é ativado e os estímulos começam a ser enviados a cada partezinha do corpo, provocando alívio e relaxamento.

E nesse momento você pode se perguntar: Por onde devo começar?

Comece respirando fundo…

E faça alguma coisa por você…

Seja fazer uma pequena pausa no seu trabalho para tomar um copo de água ou relaxar alguns minutos, ou talvez ligar para aquela pessoa que tanto gosta, mas que a tempos não fala… e até perceber quem está bem aí do seu lado e dar um abraço e uma palavra de carinho…

Permita-se sentir amor, permita-se ser amado, por você e pelos outros.

Continue respirando fundo e perceba-se…

Perceba cada parte da máquina perfeita que é seu corpo e em como ela proporciona todos os dias a dádiva de realizar todas as suas atividades, e comece a entender que ela não cobra nada em troca, e que a única coisa que ela precisa para funcionar é o combustível que rege o mundo… o amor!

Agora reflita o que você realmente precisa?

Quais as suas necessidades?

Perceba seu corpo e o que ele precisa…

Entenda o que você pode fazer por você e pela sua saúde, seu corpo responderá imediatamente, ele sentirá a segurança fluindo em todas as ligações nervosas…

Às vezes as pessoas se importam tanto com os problemas e as dores dos outros que esquecem de cuidar de seus próprios sentimentos e emoções e o corpo acaba sentindo o descaso consigo mesmo, assim as dores e as doenças são uma maneira de pedir ajuda.

Portanto, cuide de você, entenda a suas necessidades…experimente seu corpo, conheça a sua mente e exercite seu auto amor. Saia da posição de paciente e comece a agir em função da sua própria saúde e bem-estar.

O seu sistema nervoso é capaz de coisas fantásticas, sua estimulação ajuda a produção de substâncias que promovem a saúde interior e exterior, seu corpo é capaz de sentir o autocuidado e responde positivamente a isso.

Seu físico e seu emocional são espelhos um do outro e o equilíbrio entre eles é necessário para uma vida longa e feliz!

Portanto, promova a cura através do sistema nervoso, pare de estimular o sistema simpático e passe a estimular o sistema parassimpático. É necessário aprende a tratar o corpo como um todo em seus mais específicos detalhes!

Exercite a cura através das emoções e dos sentimentos, olhe o que é importante para você e aproprie-se da sua saúde, esses são os segredos da felicidade completa!

Você é capaz de transformar a sua dor em alívio, basta entender a sua força mental!

Veja esse vídeo

Sobre Kelly Lemos

Veja também

MAMA3

Eficácia da Termografia na Detecção do Câncer de Mama

Os resultados da termografia diferem de pessoa para pessoa, então, uma vez que uma imagem …

6 comentários

  1. Orlandina Custódio da Silva Paula

    Eu entendi sobre o que vc falou e sei que é verdade.Esse convite, como faço para participar dele? Vou tentar de todas as formas com amor em mim mesma e fazer tudo que vc ensinou. EU SEI QUE VC ESTÁ CERTÍSSIMA. Obrigada muito obrigada!!!!

  2. Claudia de Sousa Ataide

    Textos e reflexões excelentes!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *