Home / Movimento inteligente / Livre-se da dor crônica de uma vez por todas

Livre-se da dor crônica de uma vez por todas

Hoje, nós iremos falar sobre a dor crônica e os três erros que impedem você de conseguir aliviá-la. O que a grande maioria das pessoas não sabe, é que a dor na verdade é um mecanismo de proteção, é uma inteligência de seu corpo para te informar que alguma coisa não está bem.

Porém, quando essa dor persiste por muito tempo, é como se o seu cérebro já criasse um mecanismo de ativação onde esse botãozinho nunca é desligado. Deste modo, existem três erros comuns que você e todos nós cometemos e que impedem o alívio das nossas dores. Vamos falar um pouco mais sobre eles?

Clique aqui e confira tudo em que o Movimento Inteligente pode te ajudar

Dor crônica: confira os três erros comuns cometidos por todos

O fato de serem erros muito cometidos pelas pessoas, faz com que os mesmos acabem se tornando comuns, mas saiba que nada que prejudica a nossa saúde pode ser considerado comum. Então, confira this website os 3 erros que prejudicam a sua dor crônica:

-1°: Achar que os medicamentos irão solucionar tudo:

O primeiro deles nada mais é do que achar que os medicamentos é quem irão resolver os seus problemas. De fato, o medicamento irá atuar no sintoma, inicialmente, tentando ajudar o seu corpo a produzir mais substancias de alivio para dor, mas isso não funciona, sabe por que?

Simples, porque você continua se movendo da mesma maneira, então de nada adianta apenas tomar um remédio e continuar fazendo tudo igual, certo? Então, fique atento a este fator extremamente importante.

-2°: Perder a percepção de seu corpo:

O segundo erro é você não ter a percepção do seu corpo, pois você se move e possui hábitos de movimentos que consequentemente acabam levando as dores e esses hábitos pessoal, eles persistem por anos, você pode passar anos jogando o seu peso sempre na mesma perna sem ao menos perceber.

Com isso você acaba tendo aquelas articulações com mais compressão o que irá te causar dores, vindo a gerar uma inflamação, uma bursite ou até mesmo uma artrose que é responsável pela dor crônica, a qual é uma dor bem persistente.

Com isso, você automaticamente vai querer tomar o medicamento, então o segundo erro que você já pode mudar de sua rotina é perceber os seus hábitos de movimento, perceber mecanismos que você possui em seu dia a dia e que geram a dor, deste modo, você começa simplesmente a modificar esses hábitos e o seu corpo tem uma outra configuração.

-3° Medo de se movimentar:

O terceiro erro é que as pessoas que possuem a dor crônica normalmente têm muito medo de se movimentar, isso, é o que eu mais recebo em meu consultório, onde as pessoas chegam para mim e falam o seguinte “Não Kelly, mas eu tenho muito medo, porque eu vou mexer e eu sei que vai doer” e esse é um grande mito.

Dor crônica: se movimente
Dor crônica: se movimente

Tenha sempre em sua mente que o movimento é vida e quando a gente se move, a gente consegue modificar todo o padrão de dor, pois é exatamente a imobilidade corporal responsável por causar a perpetuação dessa dor.

Se você possui dor crônica, certamente já deve ter percebido que de manhã a dor pode estar bem pior e você acorda com o corpo mais enrijecido, não é mesmo? Você sabe o porquê?

Simples, por que a noite nós ficamos muitas horas mais imóveis e nos movemos pouco, então, resgate a possibilidade de se mover, não use apenas medicamento, os quais a longo prazo irão impedir com que o seu corpo tenha a capacidade de produzir essa analgesia.

Por isso, para poder evitar ou ao menos amenizar a dor crônica, observe os seus hábitos de movimento e mude a sua rotina, tenho plena certeza de que isso fará total diferença em sua vida. Se você gostou desse vídeo, você pode curtir, dar um gostei e compartilhar com que precisa dessa importante informação.

 

Sobre Kelly Lemos

Kelly Lemos é especialista no método Feldenkrais, Certificada pela IFF (Internacional Feldenkrais Federation). É Mestre em Psicossociologia pela UFRJ, Terapeuta Corporal Reichiana, Fisioterapeuta do Instituto Nacional de Traumato-ortopedia (INTO), Especialista em Neuropediatria pela UFSCar e possui Formação em Mindfulness pela UNIFESP, Formação em RPG, Formação em Bobath adulto e pediátrico e Formação em maintland e mulligan.

Veja também

Quais as dores mais comuns na terceira idade?

Agora que você chegou à terceira idade, basta apenas uns cinco ou dez minutinhos sentado(a) …

Aprenda a ALIVIAR 80 a 100% da DOR CRÔNICA na COLUNA e ARTICULAÇÕES em Apenas 8 Semanas.

(Sem Remédios, Sem Cirurgias e Sem Sair de Casa)

envelope