Home / Dores / O que é bursite, causas, como ela afeta sua vida e como tratar naturalmente?

O que é bursite, causas, como ela afeta sua vida e como tratar naturalmente?

Olá, tudo bem? Eu sou Kelly Lemos do Movimento Inteligente e hoje quero falar com você sobre como é a visão tradicional da bursite!

Em algum momento da sua vida, você já sentiu dores nas articulações e não conseguiu distinguir o que era?

Você sabia que as dores sentidas nas articulações podem ser causadas por conta de várias patologias e também por conta de lesões? O grande problema, na verdade, é conseguir conviver com a dor, que passa a ser muito incômoda e penosa.

Hoje falaremos um pouco sobre a bursite e a visão tradicional que se tem dela, acompanhe e descubra mais sobre essa doença e o que ela pode causar no corpo e em sua vida.

O que é Bursite?

A bursite é uma doença ortopédica, definida como sendo uma inflamação da Bursa, que nada mais é do que uma bolsa cheia de líquido sinovial. Ela reveste internamente as articulações e tem a finalidade de amortecer o atrito entre os ossos, músculos e tendões.

O corpo humano contém em média 160 Bursas, todas distribuídas nas áreas como ombros, cotovelos, quadris, calcanhares, joelhos, coxas e nádegas. Não é muito comum a bursite atingir a base do dedão do pé, mas existem alguns casos.

A Bursa tem a função de gerar amortecimento e de dar auxílio nos deslizamentos dos tecidos, promovendo uma nutrição adequada dessa região, promovendo assim, facilidade para a locomoção do indivíduo.

Por que ter bursite dói tanto?

Isso acontece porque a bursite compromete o modo como a lubrificação deve agir nas articulações, e em consequência disso, fica difícil caminhar, subir ou descer degraus, por exemplo. Ela atua então trazendo processos inflamatórios na região.

Causas da Bursite

São associadas ao excesso de movimentação de uma determinada articulação, como por exemplo: em ombros, quadris e, joelhos. Podendo levar a infecções, lesões ou inflamações.

Geralmente a doença aparece por ações repetitivas e por conta de uma má postura.  O públicos-alvo envolve alguns atletas, pessoas mais velhas ou pessoas que desenvolvam trabalhos de grande esforço nas articulações.

Principais sintomas da Bursite

A dor de intensidade grande pode atingir quando a pessoa se movimenta com a articulação afetada. Um indivíduo pode apresentar as seguintes reações. Veja:

  • Inchaço e o aumento da temperatura local, além de vermelhidão.
  • Perda de força e incapacidade de movimentar o membro atingido.
  • Rigidez no local afetado.
  • Dificuldade para se movimentar.
  • Sensibilidade na região.

As reações causadas pela doença podem variar de acordo com cada caso, mas geralmente são esses sinais que o corpo emite quando há algo de errado. A dor pode piorar durante e após uma atividade de esforço.

Regiões onde a Bursite pode aparecer

A bursite pode acometer qualquer articulação, embora seja mais comum em locais como:

  • Ombro Cotovelo  
  • Joelho
  • Quadril
  • Mãos
  • Coluna vertebral

Fatores de risco

Qualquer pessoa pode desenvolver bursite, no entanto, alguns fatores podem aumentar as chances do aparecimento desta patologia, citando alguns:

  1. Profissão e/ou atividades de lazer, são uns dos agravantes, pois, a pessoa trabalha em uma função que exige muito das articulações e onde há um esforço repetitivo, assim sendo, haverá mais riscos de desenvolver inflamações. Exemplos: tocar determinado instrumento, pintar, jogar tênis, jardinagem; etc.
  2. Algumas doenças elevam o risco de desenvolver a bursite, são elas: gota, diabetes, artrite reumatoide e etc.

Diagnóstico x Tratamento convencional para Bursite

O procedimento para realizar o diagnóstico correto e seguro da bursite consiste em fazer a anamnese pelo médico, onde perguntas sobre seu estilo de vida serão feitos, como: hábitos, histórico familiar, atividades que desenvolve e etc. O exame físico completo é de extrema importância para localizar a bursite, a fim de identificar as articulações lesionadas.

Após passar por esses procedimentos, o médico poderá solicitar alguns exames de imagem. O raio-X por exemplo, não é suficiente para diagnosticar a bursite, porém ajudar a eliminar outras possíveis causas. O ultrassom e o exame de ressonância magnética são usados geralmente para realizar o diagnóstico.

Como a bursite altera o modo de vida

As dores nos membros afetados podem se tornar intensas e inclusive, podem progredir de forma contínua.

Muitos casos, o tratamento com medicação para bursite não é eficiente, não havendo melhora e são nessas situações que o indivíduo se sente incapaz de se sentir feliz e bem, podendo surgir quadros de ansiedade e depressão.

O comprometimento das atividades comuns, afeta de tal maneira, que às vezes você não consegue, ou não sente vontade de se levantar da cama.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) é possível que em 10 anos, a incidência dessa doença e suas complicações tenham uma redução de 30%, somente com mudanças de hábitos, capazes de dar maior qualidade de vida.

Agora, você já conheceu como é a visão tradicional da bursite, mas eu quero fazer você conhecer a fundo como solucionar esse problema, então em breve eu falarei mais a respeito da bursite e sobre como os Movimentos Inteligentes podem ajudar a tratar esse problema de saúde.

Aproveite para ver esse vídeo:

Aproveite a ocasião para FAZER PARTE DE NOSSO WORKSHOP! Será um prazer poder desenvolver um trabalho efetivo e curativo com você!

CLIQUE AQUI!

Você está preparado (a) para mudar sua vida e colocar essas ações em prática?

Grande abraço; Kelly Lemos.

Sobre Kelly Lemos

Kelly Lemos é especialista no método Feldenkrais, Certificada pela IFF (Internacional Feldenkrais Federation). É Mestre em Psicossociologia pela UFRJ, Terapeuta Corporal Reichiana, Fisioterapeuta do Instituto Nacional de Traumato-ortopedia (INTO), Especialista em Neuropediatria pela UFSCar e possui Formação em Mindfulness pela UNIFESP, Formação em RPG, Formação em Bobath adulto e pediátrico e Formação em maintland e mulligan.

Veja também

O que a tendinite pode estar querendo dizer sobre sua vida?

O que a tendinite pode estar querendo dizer sobre sua vida? Não importa os remédios …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Aprenda a ALIVIAR 80 a 100% da DOR CRÔNICA na COLUNA e ARTICULAÇÕES em Apenas 8 Semanas.

(Sem Remédios, Sem Cirurgias e Sem Sair de Casa)

envelope