Home / Aprenda / O que são os neurotransmissores e para que eles servem: Outra forma de cura!

O que são os neurotransmissores e para que eles servem: Outra forma de cura!

Todas as suas sensações, pensamentos, respostas emocionais, motoras, sentimentos, a aprendizagem, memória, funções e disfunções cerebrais jamais seriam compreendidas se não fosse o maravilhoso mundo dos neurônios.

Neurônios esses que precisam constantemente recolher informações sobre o organismo e o ambiente externo em que vive o ser humano. Eles servem para analisar tudo a nossa volta, e dessa forma coordenar de forma apropriada as necessidades humanas.

E como os neurônios coordenam e processam essas informações?

Através de dois impulsos, os nervosos, chamados sinapses e por meio de um processo químicos chamado de neurotransmissão, que vem dos neurotransmissores e é sobre esse que você vai descobrir um pouquinho mais no artigo de hoje.

Acompanhe!

A comunicação cerebral

A interação entre os neurônios e as células acontecem na terminação neuronal em uma estrutura chamada sinapse, quando o dendrito de uma célula se aproxima de outra, se liberam substâncias químicas chamadas neurotransmissores, que se acoplam aos receptores químicos do neurônio promovendo a mudanças internas e externas.

Em outras palavras, os neurotransmissores são os responsáveis por possibilitar que impulsos nervosos de uma célula influencie outras ações cerebrais, permitindo assim a comunicação cerebral.

Assim, os neurotransmissores são chamados de “mensageiros químicos” que o corpo humano em sua inteligência desenvolveu para facilitar a distribuição de informações.

A estrutura química dos neurotransmissores é relativamente simples.

Quais os tipos de neurotransmissores existem?

Cada neurotransmissor tem uma função específica no cérebro, com diferentes maneiras de ativar e havendo respostas distintas também, cerca de 60 neurotransmissores já foram identificados e divididos em 4 categorias, observe:

  1. Colinas.
  2. Aminas biogênicas.
  3. Aminoácidos.
  4. Neuropeptídeos.

Cada neurotransmissor com sua importante função

Conheça agora quais são os neurotransmissores e suas funções em seu organismo:

  • Dopamina – Responsável por controlar os níveis de estimulação e o controle motor em diversas partes do cérebro.

Quando esse neurotransmissor não é adequadamente estimulado, seus níveis ficam desequilibrados, o que causa a incapacidade de se movimentar em pacientes com Parkison, por exemplo.

  • Serotonina – Atua no bom humor, ansiedade e agressividade, seu desequilíbrio pode levar a extrema irritabilidade.
  • Acetilcolina – Importante neurotransmissor está relacionado ao controle da atenção, aprendizagem e memória.
  • Noradrenalina – Substância que induz ao sentimento de prazer físico, mental e ao bom humor, sua produção está concentrada na área do cérebro que se chama locus coreuleus, também chamado de centro do prazer
  • Glutamato – O maior e principal neurotransmissor excitante do cérebro, no estabelecimento de vínculos entre neurônios que são base de aprendizagem a longo prazo.
  • Endorfinas e Encefalinas – Substâncias que reduzem o estresse e aliviam dores.

Qual a importância dos neurotransmissores para sua saúde?

Se você acompanhou o texto até aqui, pode perceber que seu organismo produz tudo o que você precisa através dos neurotransmissores, certo?

Exatamente, quando seu cérebro é bem estimulado, ele é capaz de criar o seu próprio remédio, promovendo a solução para os seus próprios problemas.

Através desses magníficos mensageiros, enviam-se mensagens sobre o que você necessita, mas fique sempre atento, pois o estímulo negativo também pode desencadear problemas ao organismo e assim muitas doenças surgem!

Como acionar os neurotransmissores?

E se o seu corpo tem toda essa capacidade, porque não começar a utilizá-la ao seu favor? Use seu cérebro para:

  • A química do prazer.
  • A química da felicidade.
  • A química da memória.
  • A química da cura.

Existe uma infinidade de possibilidades bem aí dentro da sua cabeça pronta para ser exercitada e disseminada a todo o corpo!

Observe:

Meditar é uma maneira de estimular os neurotransmissores do seu cérebro, cientistas comprovam que pessoas que tem esse hábito regular, são mais criativas, concentradas e aprendem com mais facilidade.

Atividades manuais, como tricô, pintura, crochê, essas práticas aumentam a produção de dopamina, diminui a chances de depressão e retarda o envelhecimento do cérebro.

Ouça músicas das quais goste muito, você acredita que apenas em pensar em uma música especial já é possível aumentar a sua química cerebral?! Fabuloso, não é mesmo?!

Cuide das suas emoções, eles são os principais meios de ativar os neurotransmissores, boas lembranças, bons sentimentos, positividade e gratidão são excelentes combustíveis para deixar o seu cérebro em plena forma e a sua fabrica mental de saúde e bem-estar sempre em bom funcionamento.

As possibilidades estão bem ao alcance das suas mãos, aproveite!

PARTICIPE DO MOVIMENTO INTELIGENTE E CURE SEU CORPO E SUA VIDA!

Sobre Kelly Lemos

Veja também

4 atitudes incríveis que servem para aliviar a dor crônica

Joana no auge dos seus 40 anos, sentada em um banco de praça observa um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Aprenda a ALIVIAR 80 a 100% da DOR CRÔNICA na COLUNA e ARTICULAÇÕES em Apenas 8 Semanas.

(Sem Remédios, Sem Cirurgias e Sem Sair de Casa)

envelope