Home / Movimento inteligente / Quais as dores mais comuns na terceira idade?

Quais as dores mais comuns na terceira idade?

Agora que você chegou à terceira idade, basta apenas uns cinco ou dez minutinhos sentado(a) no sofá que quando você se levanta… humm… sente uma forte dor nas costas

Parece que está ardendo, começa a latejar… e algumas vezes você chega até a suar frio, ter tonturas… tudo isso por conta de uma terrível dor.

Mas por que será que surge essa e tantas outras dores na terceira idade?

É certo que com o decorrer dos anos seu corpo vai passando pelo processo natural do envelhecimento e o agravante é que se você já está na terceira idade, qualquer dor tende a ser mais recorrente e intensa podendo te impedir de fazer uma série de tarefas que antes era fácil de realizar. Esse é o pensamento mais comum, certo?

Mas a dor quando surge, não é por culpa da idade não, saiba disto! É porque durante longos anos você aprendeu a movimentar e a usar seu corpo do jeito errado, por isso até mesmo pessoas mais jovens, tem sentido dores!

Saiba que qualquer tipo de dor independente da idade, deve ser DEVIDAMENTE TRATADA, e para que você entenda melhor esse processo, confira a seguir quais as dores mais comuns na terceira idade.

Lombociatalgia

Dentre as dores mais comuns em idosos se encontra a lombociatalgia – uma enfermidade que pode até ser confundida com artrose discal e hérnia de disco.

Porém, são enfermidades totalmente diferentes, já que a lombociatalgia consiste em um estreitamento do canal vertebral na região lombar, caracterizado por irradiação da dor para a face posterior da coxa e nádegas, podendo chegar até o seu pé.

Que diferente, não é? Como pode a dor na região lombar ligar-se a dor na coxa, ou com a dor nas nádegas e até com dor no pé?! Mas tem ligação sim, porque todo o seu corpo está conectado!

Osteoartrose

Conhecida também como osteoartrite ou artrose, a osteoartrose é um processo natural de deterioração progressiva e lenta da sua cartilagem articular; aquela que recobre as extremidades ósseas e amortecem os impactos no quadril, ombros e joelhos.

A osteoartrose atinge principalmente pessoas acima de 55 anos, sendo as mulheres afetadas mais cedo devido às alterações hormonais associadas ao envelhecimento feminino.

Distúrbios de coluna

Esse é um dos terríveis distúrbios que você pode estar sofrendo neste momento.

As pessoas que mais sofrem de problemas de coluna são as que estão na terceira idade; e você sabe por que os idosos sentem tanta dor neste caso?

Isso acontece principalmente quando você apresenta alterações fisiológicas como, por exemplo, a redução de massa óssea, que normalmente leva à osteoporose.

Artrite

A artrite também está entre as dores da terceira idade que atinge principalmente os idosos, embora possa acometer pessoas mais jovens.

Trata-se de uma inflamação de suas articulações que causa dor e rigidez.

Doença Vascular Periférica

O idoso com dores nas pernas pode estar apresentando a doença vascular periférica em que, com o avanço da idade, seus vasos sanguíneos também vão se modificando por degeneração derivada ou natural de fatores externos.

Dessa forma, as paredes de suas artérias engrossam, acumulam calcificações e se tornam mais rígidas alterando o fluxo sanguíneo; é justamente este processo que causa tanta dor especialmente nas pernas.

Tratamento da dor no idoso

O controle da dor na terceira idade varia de acordo com as características e condições em que você se encontra, o que exige uma avaliação e acompanhamento médico e pode ser conduzido com tratamentos naturais, pois além das dores serem consequência natural de algum distúrbio ou problema, são também resultados de maus hábitos que refletem em sua musculatura, sistema ósseo e articular.

Inclusive existe um MÉTODO REVOLUCIONÁRIO capaz de tratar de modo eficiente as dores mais comuns na terceira idade.

Este método natural chamado de MOVIMENTO INTELIGENTE envolve diferentes formas de mover-se e amplia a percepção das sensações geradas por esses movimentos, auxiliando na cura de dores crônicas e agudas ou de outros problemas como:

  • Fibromialgia.
  • Lombociatalgia.
  • Osteoartrose.
  • Artrite.
  • Distúrbios de coluna, etc.

O método busca promover a tomada de consciência de si a partir da experimentação do movimento te conduzindo a uma melhor qualidade de vida, ou seja, objetiva desenvolver a consciência de seus movimentos aprimorando a funcionalidade do seu corpo nas suas atividades diárias.

É exatamente esta consciência mais aguçada dos movimentos que irá resultar em BENEFÍCIOS ADICIONAIS como, por exemplo, uma melhora em seu equilíbrio, na coordenação, flexibilidade, funcionalidade e uma redução ou eliminação da dor crônica.

Logo, qualquer dor; seja ela por curto ou longo período, acarreta em perda de qualidade de vida trazendo-lhe repercussões psíquicas e físicas. Você pode, precisa e merece sentar e se levantar de um sofá normalmente sem qualquer tipo de dor e, de modo geral, viver livre dessas dores comuns da terceira idade.

Um forte abraço.

 

VENHA PARA O MOVIMENTO INTELIGENTE, PARTICIPE!

 

CLIQUE AQUI AGORA MESMO E NÃO PERCA ESSA CHANCE!

Sobre Kelly Lemos

Veja também

Programa de 8 semanas LIBERTE SUA COLUNA, como funciona?

Olá, tudo bem? Eu sou Kelly Lemos e hoje estou aqui para falar sobre um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *