Home / Aprenda / Transtorno de personalidade antissocial e dor: tem ligação?

Transtorno de personalidade antissocial e dor: tem ligação?

Cada dia mais e mais pessoas adoecem…

E não apenas surgem doenças no corpo, o que mais chama atenção é a quantidade de pessoas com condições mentais afetadas.

  • Excesso de estresse
  • Falta de autoconhecimento
  • Traumas
  • Excessos ou abstinência emocional
  • Dores no corpo que te afastam do bom convívio social

Os fatores são vários e o diagnóstico quase sempre o mesmo “Não há o que fazer, é incurável.”

E dessa forma, famílias vão sendo desfeitas, relacionamentos impactados e as dores e doenças corporais e emocionais cada vez mais se instalando, trazendo dor e sofrimento.

Transtorno de personalidade antissocial, você já ouviu falar?

Talvez não seja o seu problema, mas pode ser de um amigo(a), de um ente da família (a), quem sabe alguém bem próximo como seu filho (a), irmão (a).

Por isso, não deixe de ler… às vezes essa pode ser a única chance que alguém tem de ser ajudado pelo seu conhecimento.

Acompanhe…

Afinal, o que é um transtorno antissocial?

Transtorno de personalidade antissocial trata-se de uma condição onde uma pessoa apresenta atitudes disfuncionais, ou seja, são tendenciosas a explorar outras para obter algo em troca, de valor material ou pessoal.

Geralmente quem sofre dessa condição não distingue o certo e o errado e a pessoa acaba não sendo consciente dos desejos e sentimentos alheios.

Segundo os especialistas da área psiquiatra, cerca de 6% da população apresenta o transtorno de personalidade antissocial.

Quais são as causas do transtorno de personalidade antissocial?

Não são indicadas as causas exatas que desencadeiam o transtorno de personalidade antissocial, contudo, os estudiosos da área acreditam que devido a uma combinação social, ambiental e biológica as pessoas desenvolvem os traços que caracterizam a doença.

Esse problema é mais frequentemente identificado em homens do que em mulheres.

É observado que crianças que sofreram traumas ou cresceram em ambientes violentos e inadequados, são as que mais apresentam transtorno antissocial, mas o acesso a dor, no caso de dor crônica – pode também provocar a ocorrência.

Quais são os sinais que uma pessoa com transtorno antissocial apresenta?

  • Não aceitação das normas e leis.
  • Incapacidade de se colocar no lugar do outro.
  • Manipulação.
  • Impossibilidade de estabelecer relacionamentos afetivos ou sociais.
  • Imediatismo nas necessidades pessoais.
  • Comportamentos violentos.
  • Incapacidade de saber o que é seguro ou não, para si e para os outros.
  • Ausência de sentimentos como empatia, afeto.
  • Dificuldade de ter aprendizado com eventos negativos.
  • Relacionamentos abusivos e manipuladores.

Existe tratamento para o transtorno antissocial?

Para a pessoa ser tratada nesse transtorno é importante conscientizar-se dessa necessidade, visto que muitas vezes o transtorno antissocial vem acompanhado de depressão e ansiedade, o que agrava ainda mais o estado de quem tem a condição.

Os tratamentos utilizados são geralmente os seguintes:

  • Terapia cognitiva comportamental.
  • Terapia em grupo.
  • Terapia familiar.
  • Movimentos inteligentes associado a processos de coaching ou terapia.

Como o transtorno antissocial pode impactar a vida de uma pessoa, mesmo que não seja o paciente?

Se você não tem as características, mas conhece ou se relaciona com alguém que tenha, também precisa de ajuda e conhecimento para entender e lidar da melhor forma possível com o transtorno antissocial.

Normalmente quem sofre do transtorno antissocial, impacta a vida de todos que estão ao seu redor, podendo ter dificuldades de se relacionar, de se fazer entender e de ter uma boa convivência com os demais ao redor, debilitando inclusive a própria saúde física e mental de diversas maneiras.

Como o Movimento Inteligente pode ajudar quem sofre com o transtorno antissocial?

Para quem sofre do transtorno, o Movimento Inteligente pode ajudar a levar conhecimento para que se possa construir novas redes neuronais de fortalecimento e cura.

Para família, amigos e até mesmo profissionais que lindam com esse tipo de transtorno, o Movimento Inteligente traz conhecimento e técnicas de neuroplasticidade e fortalecimento corpo e mente que irão ampliar a capacidade de lidar com a doença como um todo, levando em consideração as causas e observando as melhores maneiras de reverter a situação por meio de técnicas corporais e mentais.

Não perca as esperanças, o caminho da cura é possível e você pode acessá-lo quando e onde quiser, a partir desse método simples e transformador!

Conheça o Movimento Inteligente e entenda melhor!

VENHA PARA O MOVIMENTO INTELIGENTE, PARTICIPE, COMEÇAMOS NOSSAS INSCRIÇÕES PARA NOVOS ALUNOS!

 

CLIQUE AQUI AGORA MESMO E NÃO PERCA ESSA CHANCE!

Sobre Kelly Lemos

Veja também

4 atitudes incríveis que servem para aliviar a dor crônica

Joana no auge dos seus 40 anos, sentada em um banco de praça observa um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *