Home / Aprenda / Tudo que te afeta é afeto!

Tudo que te afeta é afeto!

Havia uma mulher triste, estava sentada e pensativa… há quanto tempo aquilo a angustiava?

Quanto tempo do seu tempo ela dedicou a se incomodar com aquilo… sentindo-se sentida, triste e até por vezes… desesperançada!

Ah, a desesperança, ela vem da melancolia da alma e quando parece que não está conectada ao belo… a desesperança te despedaça num vazio, que não parece ter fim e alimenta sua mente com pensamentos e sentimentos que de nada servem, apenas para criar um campo de prisão em que você somente se sente vítima ou infeliz diante alguma situação…

Oi, tudo bem?

Eu sou Kelly Lemos – do Movimento Inteligente e hoje quero falar de algo bastante comum na vida de muitas mulheres e homens também!

Tudo o que te afeta, é afeto…

A comunicação que você desenvolve consigo e com o outro, fala muito sobre você, sobre o que você sente, sobre os seus sonhos ou a falta deles e sobre principalmente o seu momento de vida… dores, ausências, ressentimentos e todos os outros sentimentos associados.

Tenho ajudado diversas pessoas que antes conviviam com dores crônicas, dores lombares, insônia crônica, dores na coluna e em diversas outras partes do corpo, e sabe o que poucas pessoas percebem?

Que na verdade, tudo o que afeta, tem a ver com afeto…

Aí você para e diz assim: “Como é isso Kelly? Do que você está falando”?

Quero dizer que a gente só se incomoda com aquilo que traz alguma ressonância.

Ressoar é inundar ouvidos, coração e mente com algo…

Eu falei em ressoar e quero dizer que existe algo muito interessante ao respeito.

Quando mencionei que só nos sentimos incomodados quando determinada ação ou resultado ressoa na gente, quero enfatizar que esse ressoar tem a ver com:

– Aquilo que mexe com você.

– Aquilo que soa de forma negativa ou positiva.

– Aquilo que retumba, ecoa, emite uma frequência, sensação…

Então, o ressoar significa aquilo que penetra as profundas camadas dos nossos sentimentos, das nossas reações emocionais, psicológicas e até físicas, sabe por quê?

Porque todo o corpo está interligado e por isso que muitas vezes quando você se deprime por longos dias, logo aparece uma virose, uma febre sem causa aparente, um mal-estar de mais de 2 dias ou até mesmo, um cansaço permanente…

Porque, como somos um todo reunido, ou seja: mente, corpo, emoções e sentimentos, todos os impactos que sentimos diante a algo, ressoa na gente. Ressoa de forma que pode nos trazer patologias, dores físicas, dores crônicas e até mesmo depressão.

Compaixão e cura

O ressoar então de qualquer ação do outro, soa com força em nós e traz um resultado que muitas vezes, não é o melhor do que poderia ser, se tivéssemos uma atitude de tolerância, de compreensão e de compaixão

Ah a compaixão! Não há sentimento e reação mais bela, pois a compaixão envolve a ternura, o pensar no outro, o colocar-se no lugar do outro, e claro, o entender o momento e a posição do outro.

Reagimos negativamente e criticamente quando pegamos pesado com a outra pessoa; porque quando não ligamos, simplesmente respeitamos.

Por exemplo, alguém pode dizer:

“Eu tomo Coca-Cola”.

Mas se tomar Coca-Cola te incomoda, você terá a tendência de dizer:

“Olha, acho horrível quem toma Coca-Cola”!

Mas, se o que a pessoa diz, independente do que seja, não ressoa negativamente para você – porque aquilo é a decisão dela, então nada naquela fala ou atitude te incomodará.

Mas se você acha horrível e condenatório tomar Coca-Cola e a todo custo quiser dizer que a pessoa não deve tomar Coca-Cola, a atitude do outro afeta você.

E nesse sentido é importante saber trabalhar no amor, e saber trabalhar no que lhe irrita, incomoda…

Entenda que eu não estou dizendo que é preciso deixar de dar conselhos… você pode dar e é parte da sua missão querer que o outro melhore de vida, de hábitos e condutas, mas isso deve ser feito de maneira respeitosa.

Exemplo do que você poderia mencionar: “Você gosta de tomar Coca-Cola, mas eu vi numa revista científica que algumas propriedades da Coca fazem com que os ossos enfraqueçam e isso pode te levar a problemas de artrite reumatoide

Na verdade, o amor genuíno e na mais pura essência, ele não se isenta de fazer o bem, mas ele respeita e de maneira leve e sutil, ele indica, ajuda e mostra caminhos.

Ok, e se a pessoa continuar tomando Coca-Cola?

Aí é uma decisão dela. Pois mesmo se apesar dos seus conselhos, ela ainda quiser continuar tomando, você, nem nenhuma outra pessoa deve impor-se nessa escolha.

Cada pessoa deve tomar suas próprias decisões… como eu disse, isso é ser respeitoso e entender que aquele é o momento da pessoa.

Talvez sim, aquela pessoa em algum momento, por tomar ou consumir determinada substância, alimento ou medicamento, possa de alguma maneira desenvolver um problema de saúde, e talvez com isso, essa mesma pessoa se lembre do conselho que você deu algum dia…

E para aconselhar, você não precisa ficar repetindo no ouvido do outro, sabe por quê?

Porque você com certeza não quererá ser uma pessoa desrespeitosa ou chata, do tipo de toda vez que a pessoa aparece, você fica enfatizando isso ou aquilo…

Vale a reflexão: o que te afeta?

Pense que em todas as suas ações, o amor sempre, sempre deve prevalecer. O amor não condena, mas acolhe, abraça e não afasta e todos nós podemos ter e ser mais amor, desde que compreendamos a necessidade de gerar esse mesmo amor tanto dentro, quanto fora de nós, em gestos, em abraços, em palavras e atitudes.

Portanto, tudo o que te irritar, analise… e entregue-se cada vez mais ao amor, naquilo que faz você relaxar… pois uma coisa é fato, receber esse estímulo faz você entender a si mesmo e o mundo ao seu redor!

Muito amor e paz ao seu coração hoje, amanhã e sempre!

Grande abraço caloroso e cheinho de amor;

Kelly Lemos!

CONHEÇA AGORA MESMO O MOVIMENTO INTELIGENTE!

 

Sobre Kelly Lemos

Veja também

4 atitudes incríveis que servem para aliviar a dor crônica

Joana no auge dos seus 40 anos, sentada em um banco de praça observa um …

2 comentários

  1. gratidão pelo texto Kelly. muito bom. chegando num momento bem apropriado pra mim. bjus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *