Home / Aprenda / Como surgem as dores crônicas

Como surgem as dores crônicas

Recorrentes episódios de dor.

Não importa qual tratamento faça, as dores sempre voltam.

  • Isolamento social.
  • Isolamento emocional.

Você se identifica com esses sintomas?

Pois acredite, você pode estar sofrendo de dores crônicas.

Lidar com a dor pode ser um longo e difícil caminho, geralmente as dores crônicas se iniciam de forma discreta e aos poucos vão tomando conta da sua vida.

Num estudo da dor, foi apontado que cerca de 30% da população mundial sofre de dor crônica, no Brasil são pelo menos 60 milhões de pessoas com os sintomas. Muita gente não é mesmo?

Mas como será que surge a dor crônica, qual seu mecanismo?

Continue a leitura e descubra.

Definição da dor crônica

A dor crônica é uma doença que ataca o sistema nervoso central, definida como dor sem valor orgânico e que persiste além do tempo estimado para cura tecidual.

Outras definições também podem ser atribuídas as dores crônicas veja:

  • Dor que permanece além do momento onde a cura é esperada.
  • Dor que acontece em processos onde as doenças não são curadas.

Elas podem se apresentar de forma intermitentes ou contínuas e na maioria das vezes, têm causas desconhecidas, o que dificulta o diagnóstico.

Tipos de dores

As dores são classificadas pelo tipo de dor ou pela região onde ela se instala, observe:

  • Dor neuropática: Queimadura, punhalada, pontada, agulhamento, tipicamente associada a uma mudança no sentido da dor, a hipersensibilidade e outras disfunções sensoriais.
  • Dor nociceptiva: Incomoda, piora com um movimento específico, de intensidade que vai de fraca a paralisante.
  • Dor mista: Combina os sintomas dos dois tipos de dor.
  • Dor visceral: Sem total compreensão, maçante, difusa.

Como a dor crônica surge?

As dores crônicas podem surgir por dois fatores:

  • Por uma desordem no sistema de inibição da dor.
  • Por uma falha no sistema de percepção da dor.

Seus sinais são gerados se revelar de maneira repetida, alterando os circuitos neurológicos eletroquimicamente, os tornando sensíveis além da normalidade aos gatilhos que desencadeiam as crises e muito resistentes aos mecanismos para impedir que a dor continue.

O resultado disso é a memória dolorosa ou o caminho da dor, que se localiza na medula espinhal.

Estudos neurocientíficos recentes evidenciam que o caminho da dor crônica está associado a mediadores químicos semelhantes ao dos processos de memorização.

A dor crônica é uma doença debilitante com consequências paralisantes tanto ao físico como ao mental e emocional de qualquer pessoa, as pessoas que as sentem podem até desenvolver:

  • Depressão.
  • Problemas psicomotores.
  • Sensações e lembranças de perda que não tem relação com o quadro de dor crônica.

Um reflexo sensível e incômodo entre as dores e as memórias emocionais, que afetam poderosamente os episódios doloridos.

Como combater as dores crônicas?

Da mesma maneira que são formadas memórias doloridas é possível criar memórias de alívio da dor, basta aprender a estimular corretamente seu cérebro e a prática vai levar você a cura!

Vamos à prática!

  • Estimule seu cérebro – perceba, se as dores estão ligadas ao sistema de memorização. Exercitar seu cérebro positivamente é uma maneira de estimular novos caminhos para cura.
  • Mude seus hábitos – pratique o autoconhecimento e entenda quais são os hábitos que pioram as dores, atitude nocivas a sua saúde faz com que seu corpo responda com dor, sedentarismo, tabagismo, alimentação inadequada, tudo isso reforça a dor em seu organismo.
  • Gerencie as emoções – Os seus sentimentos e suas emoções são partes fundamentais no tratamento para dor crônica, através deles é possível nutrir positivamente seu cérebro, ajudando-o a minimizar as dores e maximizar o alívio das dores
  • Movimente seu corpo – O movimento inteligente propõe uma mudança nos seus movimentos, uma transformação corpo e mente que fará com que seu organismo faça o caminho inverso ao da dor crônica, com o foco no autoconhecimento e no fortalecimento dos sistemas essências do corpo e também das suas conexões mentais.

Lembre-se, as mudanças são necessárias e benéficas para sua saúde e a escolha é totalmente sua, portanto, por que escolher sentir dor?

Escolha se libertar e viver uma vida cheia de saúde e felicidade, venha para o Movimento Inteligente e encontre a cura para as dores crônicas!

CONHEÇA COMO EU POSSO TE AJUDAR!

Kelly Lemos

Sobre Kelly Lemos

Veja também

Dores crônicas e meditação – 4 dicas infalíveis para acabar com elas

Então você está buscando por dicas de como acabar com as dores crônicas? Pois saiba …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Aprenda a ALIVIAR 80 a 100% da DOR CRÔNICA na COLUNA e ARTICULAÇÕES em Apenas 8 Semanas.

(Sem Remédios, Sem Cirurgias e Sem Sair de Casa)

envelope