Home / Aprenda / Disfunções na tireoide: causas e sintomas

Disfunções na tireoide: causas e sintomas

De uma hora para outra você não se sente mais a mesma pessoa, sintomas como: pele ressecada, sono excessivo, ganho ou perda de peso sem causa aparente, passam a incomodar e também indicar que há algo errado com a sua saúde.

Tireoide, a glândula em formato de borboleta que está localizada na parte inferior de seu pescoço e que tem como função regular diversos processos metabólicos de seu organismo.

Você sabe quais as disfunções que podem atingir a sua tireoide e o que elas podem causar ao seu organismo?

Acompanhe o texto e confira

Causas e sintomas

A tireoide em plena capacidade de suas funções, produz hormônios responsáveis pelo metabolismo basal de seu organismo, em outras palavras é ela quem estimula a suas células a trabalhar de maneira eficiente e a suprir todas as necessidades do seu corpo.

Essa função é regulada por em um sistema de autocontrole que envolve estímulos cerebrais, que reconhece a necessidade de produção hormonal quando os níveis gerados pela glândula tireoide estão baixos.

Os distúrbios acontecem quando de alguma maneira esses hormônios param de ser produzidos na medida certa, as principais doenças ligadas a tireoide são:

  • Hipertireoidismo – excesso de hormônios.
  • Hipotireoidismo – escassez de hormônios.
  • Nódulos benignos.
  • Nódulos malignos.
  • Tiroide de Hashimoto – doença autoimune.

As doenças não têm causas conhecidas, contudo, já se nota que afeta principalmente as mulheres com mais de 40 anos.

A pessoa que possui algum dos distúrbios e doenças citadas acima, tem seu dia a dia afetado severamente, uma vez que a o organismo está em total desequilíbrio e dessa forma não consegue realizar suas atividades de maneira natural, entre os sintomas estão:

Hipertireoidismo;

  • Perda de peso.
  • Coração acelerado.
  • Nervosismo.
  • Transpiração em excesso.
  • Diarreia.
  • Fraqueza muscular.
  • Bócio ou papo.
  • Infertilidade e alterações menstruais.

Hipotireoidismo;

  • Depressão.
  • Batimentos cardíacos desacelerados.
  • Sensibilidade extrema ao frio.
  • Formigamento nas mãos.
  • Bócio ou papo.
  • Prisão de ventre.
  • Prele, unhas e cabelos secos e fracos.

Nódulos – benignos ou malignos;

  • Sintomas muito fortes de Hipo ou Hipertireoidismo.
  • Deformação na região onde se localiza a glândula tireoide.
  • Alteração na mobilidade da área no momento de engolir alimentos.

Fatores emocionais que como estímulo de distúrbios na tireoide

Os distúrbios na tireoide de uma forma geral estão ligados a emoções e sentimentos sobre a sua autoestima, onde a busca pela aprovação do outro e constante.

Geralmente a autocobrança e a perseguição pela perfeição desencadeiam o desequilíbrio no correto funcionamento da glândula, esses sentimentos e emoções represados e fortalecidos acabam por bloquear os estímulos que o cérebro precisa enviar para a produção hormonal.

É importante ressaltar que um dos sintomas relacionados aos distúrbios da tireoide é a depressão, mas perceba, será mesmo que se trata apenas de um reflexo do mau funcionamento da glândula? Ou será que é uma das possíveis causas emocionais?

Entenda, suas emoções e a maneira como você lida com elas são as verdadeiras responsáveis pela sua saúde ou pela falta dela, agora imagine…

O seu cérebro é fundamental no processo de fabricação dos hormônios, contudo, se está sobre influência de emoções nocivas, como será o envio de impulsos nervosos para essa glândula?

Seu cérebro reage quimicamente a estímulos externos, de emoções, pensamentos, sentimentos e ações e se essas forem negativas a capacidade de fabricar substâncias será afetada severamente, o que irá provocar desequilíbrio em seu organismo, inclusive o hormonal.

Prevenção dos distúrbios da tireoide

A autoestima e o amor próprio são o caminho para prevenir e até mesmo tratar os distúrbios da tireoide, praticar o exercício de acreditar em seu próprio potencial, entender que erros acontecem e que você não precisa agradar a todos é uma necessidade real para aqueles que querem se reequilibrar e restaurar a saúde hormonal.

Para isso, coloque alguns exercícios em prática.

  • Cuide de sua autoestima, praticar exercícios físicos, cuidar com carinho de sua imagem e de seu corpo é muito importante, faz bem aos seus olhos e a sua alma.
  • Mantenha o seguinte pensamento, o que os outros pensam a seu respeito é um problema deles e, portanto, não deve ser resolvido por você, o mais importante é estar bem consigo mesmo.
  • Reforce pensamentos e emoções positivas, isso é uma questão de exercício mental, tente e comprove a eficácia.

Lembre-se, você é o grande agente de sua saúde, cuide com carinho e responsabilidade de seu corpo e mente e garanta um funcionamento equilibrado de seu organismo!

Sobre Kelly Lemos

Veja também

Dores crônicas e meditação – 4 dicas infalíveis para acabar com elas

Então você está buscando por dicas de como acabar com as dores crônicas? Pois saiba …

2 comentários

  1. Boa noite Kelly!

    Seu texto sobre disfunções hormonais retrata bem o meu caso. Tenho hipotireoidismo, ou seja escassez do hormônio fabricado pela tireóide. Faço reposição tomando diariamente Puran 62,5 mg. Sinto-me relativamente bem, graças a Deus, mas confesso tenho bastante desânimo, embora faço o possível para realizar minhas tarefas de dona de casa pois estou aposentada. Sou impulsionada por um desejo de ser sempre agradável o que nem sempre é possível isso tds nós sabemos. O que me atrapalha é que por vezes tenho explosões e digo o que não quero me sentindo frustrada. Gostaria, se possível, de uma orientação sua sobre como lidar melhor com essas emoções explosivas. Não sei se estou no canal certo, mas se assim não for me indique o melhor meio de falar com vc.
    Desde já obrigada e aguardo uma resposta.
    Gd abraço a vc e a tda sua equipe, vcs são formidáveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Aprenda a ALIVIAR 80 a 100% da DOR CRÔNICA na COLUNA e ARTICULAÇÕES em Apenas 8 Semanas.

(Sem Remédios, Sem Cirurgias e Sem Sair de Casa)

envelope