Home / Alerta / Lesões por traumas cumulativos (LTC): A dor pode ser curada!

Lesões por traumas cumulativos (LTC): A dor pode ser curada!

As lesões por esforços repetitivos, conhecida como (LER) ou as lesões por traumas cumulativos, conhecida como (LTC) estão em uma coletividade de doenças causadas pelo uso excessivo de alguma articulação, principalmente envolvendo as mãos, os cotovelos, punhos, ombros e joelhos.

Essas doenças têm merecida evidência ultimamente devido ao aumento de casos que estão destacando-se, principalmente nas pessoas que trabalham com computadores e que vem apresentando sintomas de dor e inflamação nas mãos. 

Por serem doenças que envolvem inúmeras profissões, elas são conhecidas como doença do trabalho e muitas vezes levam o paciente à ausência de dias de serviço, bem como influenciam o andamento das empresas. Por essa causa, as empresas estão cada vez mais conscientes em orientar os funcionários, para que esses possam se acautelar das lesões. 

As Lesões por Esforço Repetitivo (LER) ou os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT) são os nomes dados às afecções de músculos, de tendões, de sinóvias (revestimento das articulações), de nervos, de fáscias (envoltório dos músculos) e de ligamentos, separados ou combinados, com ou sem degeneração de tecidos.

Elas atingem principalmente – mas não somente – os membros superiores, a região escapular (em torno do ombro) e a região cervical. Têm origem ocupacional, decorrendo (de forma combinada ou não) do uso repetido ou oprimido de grupos musculares e da manutenção de postura inconveniente.

As Lesões por Traumas Cumulativos (LTC) são determinadas como desordens dos tecidos moles ocasionado por esforços e movimentos repetidos.

Apesar de poder acontecer em quase todos os tecidos do corpo, os nervos, os tendões, as bainhas tendíneas e os músculos da extremidade superior são os mais acometidos por LTC.

Estas lesões são causadas pelo consumo biomecanicamente incorreto dos músculos, dos tendões, das fáscias ou dos nervos, ocasionando em dor, em fadiga, em queda do rendimento no trabalho e em incapacidade temporária, podendo progredir para uma síndrome dolorosa crônica que, irritada por todos os fatores psíquicos (no trabalho ou fora dele), é capaz de aumentar a sensibilidade dolorosa do indivíduo.

Os principais sintomas são:

  • Dor nos membros superiores e nos dedos
  • Complicação para movimentá-los,
  • Formigamento,
  • Fadiga muscular
  • Variação da temperatura e da sensibilidade
  • Redução na amplitude do movimento, inflamação.

É significativo destacar que, na maioria das vezes, esses sintomas são relativos com uma atividade inadequada não só dos membros superiores, mas de todo o corpo, que só é percebido, por exemplo, se houver compressão mecânica de uma estrutura anatômica, ou se a pessoa ficar sentada diante do computador ou tocando piano por sete, dez horas seguidas…

Causas

A causa direta tem associação ao uso excessivo de determinadas articulações do corpo, em geral referente a certas profissões. Como exemplo, conseguirmos citar os operadores de caixas registradoras, os profissionais da área de computação, os trabalhadores de linhas de montagem, costureiras e outros.

Essas pessoas passam horas fazendo movimentos repetitivos com as mãos ou braços, provocando uma inflamação das estruturas ósseas, nos músculos, nos tendões ou mesmo comprimindo os nervos e a circulação.

Existem várias doenças que podem moldurar nesse grupo LER, LTC, cada uma delas com uma característica diferente, mas que irão levar no final, aos sintomas de dor, fraqueza e fadiga das articulações, impossibilitando a pessoa de trabalhar normalmente. 

Alguns dos principais tipos de lesões por esforços repetitivos são: 

  • Síndrome do Túnel do Carpo 
  • Tendinites dos Extensores dos Dedos 
  • Tenossinovite dos Flexores dos Dedos 
  • Tenossinovite Estenosante (Dedo em Gatilho) 
  • Epicondilite Lateral 
  • Doença de Quervain

Atividades no trabalho que exijam força exageradas com as mãos, posturas inadequadas e desfavoráveis às articulações, repetição de um mesmo modelo de movimento e compressão mecânica das estruturas dos membros superiores acabam causando esses problemas.

Tratamentos comuns

Nas crises agudas de dor, o tratamento inclui o uso de anti-inflamatórios e descanso das estruturas musculoesqueléticas que foram danificadas. Nas etapas mais expandidas da síndrome, a utilização de corticoides na área da lesão ou por via oral, com fisioterapia e mediação cirúrgica são aptidões terapêuticas que devem ser considerados. No entanto, todos esses acabam causando prejuízos a saúde e riscos de vida em muitos casos.

Benefícios Dos Movimentos Inteligentes

Os Movimentos Inteligentes têm por objetivo, justamente, trabalhar de forma saudável em todos os músculos correspondentes, ajudando a descontrair a musculatura que estão em contração durante a maior parcela do dia.

Os movimentos diferentes que ensino, ajudam a tonificar os músculos mais fracos, ou seja, além de ampliar a mobilidade, proporcionam uma compensação relaxante e eliminação das dores.

O grande diferencial dos Movimentos Inteligentes é que eles operam de forma terapêutica, ou seja, exercitando músculos e proporcionando um bem-estar físico, mental e psicológico com o alívio das dores.

Assim sendo, os movimentos efetuados durante ou após a jornada de trabalho atuam de forma terapêutica, reduzindo o estresse através do alongamento e do relaxamento.

A aplicabilidade dos movimentos inteligentes tem como objetivo trabalhar grupos musculares essenciais, associando assim a medicina do futuro, e se ligando com a própria fisioterapia, com objetivo de recuperar casos graves de lesões, de insuficiências e de condições ergonômicas.

Sem dúvida alguma, os Movimentos Inteligentes possibilitam benefícios, tanto para tratar, como para prevenir as LER/DORT, apresentando efeitos mais rápidos e diretos com a melhora do relacionamento entre pessoas e a suavização das dores corporais.

VEJA ESSE VÍDEO E COMPROVE

Ficarei feliz em te ajudar. Faça parte de nossas redes sociais!

Sobre Kelly Lemos

Veja também

Dores crônicas e os traumas emocionais

Você já passou por alguma situação onde pensou que o trauma emocional foi tamanho, que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Aprenda a ALIVIAR 80 a 100% da DOR CRÔNICA na COLUNA e ARTICULAÇÕES em Apenas 8 Semanas.

(Sem Remédios, Sem Cirurgias e Sem Sair de Casa)

envelope