Home / Alerta / OS PROBLEMAS NEUROLÓGICOS QUE CAUSAM DORES – DICAS INCRÍVEIS!

OS PROBLEMAS NEUROLÓGICOS QUE CAUSAM DORES – DICAS INCRÍVEIS!

Você sabe para que server a dor?

A dor é um sinalizador de que alguma coisa não está bem no seu organismo.

Ela envolve dimensões biológicas, sensitivas, emocionais e de comportamento.

Você já ouviu dizer que problemas neurológicos causam dor?

Exatamente, existem doenças que atingem o sistema nervoso central e que causam vários sintomas entre eles as dores.

E será que existe alívio para essas dores?

E quais são as doenças mais comuns que atingem o cérebro e causam dores?

Acompanhe o texto e saiba mais sobre os problemas neurológicos e as dores que eles causam.

 O que é um problema neurológico?

O problema neurológico é uma anormalidade nas funções cerebrais que pode causar diversos sintomas, entre eles as dores.

A neurologia é a especialidade que cuida do cérebro, nervos, músculos e medula. O médico neurologista cuida de problemas no sistema nervoso, as doenças mais comuns tratadas por esse profissional são:

  • Dores de cabeça.
  • Cefaleias.
  • Enxaquecas.

Contudo, existem uma infinidade de doenças que acometem o sistema nervoso e causam danos neurológicos e consequentemente dores e mal-estar e até mesmo outros graves sintomas.

Os problemas neurológicos são de certa forma comum entre as pessoas, já que a degeneração dos neurônios e sua disfunção acontecem por doenças.

Contudo, há maneiras de evitar o desgaste neurológico e será mostrado ainda neste artigo.

As doenças neurológicas mais comuns

Além das famosas dores de cabeça, existem outras doenças neurológicas que causam muitos sintomas desagradáveis nas pessoas, entre as principais, estão:

  • Doença de Parkinson – doença degenerativa que causa tremor, rigidez e lentidão.
  • Convulsões – Descargas elétricas anormais no cérebro que causam movimentos involuntários no indivíduo.
  • Alzheimer – Neurodegenerativa mais comum em todo o mundo, causa desorientação temporal – espacial.
  • AVC- Uma causa muito comum de incapacidade, resulta da obstrução aguda dos vasos cerebrais.
  • Dores de cabeça: As mais comuns são a enxaqueca e a cefaleia tensional, dores na faixa da testa e náuseas que são típicas nessas doenças.
  • Meningite: Infecção nas camadas externas do cérebro que provoca alteração na consciência, febre e rigidez na nuca e em casos graves leva a morte rapidamente.
  • Esclerose Múltipla: doença autoimune, que atinge a substância branca do cérebro e tem sintomas muito parecidos com o derrame.
  • Mielopatias: Afecções caracterizadas por lesões na medula espinhal e é consequência de processos infecciosos e doenças autoimunes.
  • Doenças neurológicas funcionais: Manifestações neurológicas variadas, onde o problema está na má conexão ou funcionamento nos neurônios.
  • Dor neuropática – Dores causadas por lesão ou disfunção no S.N.CM, as principais causas são:
  • Diabetes Melito.
  • Neuralgia pós hepática.
  • Neuralgia trigeminal.
  • AVC.
  • Esclerose múltipla.
  • Lesão medular.

Como os problemas neurológicos afetam a sua vida

Os problemas neurológicos podem causar dores e diminuir consideravelmente a qualidade de vida das pessoas, entre os sintomas mais comuns nas doenças associadas a distúrbios e disfunções neurológicas estão:

  • Alterações na marcha.
  • Cefaleias.
  • Enxaqueca.
  • Dores em resposta sensorial.
  • Paresia- perda de força.
  • Plegia – perda de sensibilidade.
  • Zumbidos.
  • Perda auditiva.
  • Tontura.
  • Distúrbio na visão.
  • Movimento involuntário.
  • Fraqueza muscular.

Esses sintomas afetam muito a vida do paciente com problemas neurológicos, sejam eles de ordem emocional, biológica ou senil, fato é que a qualidade de vida da pessoa fica visivelmente abalada.

A exclusão social é uma das principais mudanças na vida de quem convive com problemas neurológicos, além é claro de problemas funcionais que muitas vezes incapacitam de trabalhar e até mesmo realizar atividades rotineiras devido as dores que as patologias provocam.

Outra mudança na rotina principalmente das crianças é a dificuldade no aprendizado, pois muitas vezes os problemas neurológicos afetam a capacidade de raciocínio lógico que dificultam o registro de informações que normalmente são guardadas com facilidade.

Como prevenir ou amenizar as dores e desconfortos causados pelos distúrbios neurológicos.

O primeiro e mais importante passo a ser tomado é a prevenção! A melhor maneira de curar uma doença ou aliviar uma dor é não deixar que ela se instale.

Para isso é importante lembrar que seu corpo e cérebro trabalham em conjunto e seu equilíbrio promove a saúde e a longevidade. Portanto, cultive hábitos saudáveis e lembre-se de harmonizar atividades tanto para o físico quanto para o mental.

Alimentação, lembre-se que saúde requer uma boa nutrição, tanto para manter seu corpo saudável com alimentos que abasteçam todas suas funções biológicas, como para a mente, mantendo-a produtiva e mandando estímulos positivos para que ela possa acessar regiões cerebrais que ajudam no alívio da dor e na prevenção da degeneração neural.

Os Movimentos Inteligentes são essenciais no tratamento de qualquer dor, seja física ou emocional, pois ajudam a liberar substâncias que agem diretamente no alívio das dores, provocando sensação de bem-estar, além de contribuir para fortalecimento de todo o corpo.

É claro que não se pode esquecer da ginástica mental, que contribui para o melhor desempenho cerebral, além de manter os neurônios saudáveis por mais tempo.

Além dos tratamentos convencionais, existem os tratamentos de apoio que ajudam o paciente a ter uma melhor qualidade de vida são eles:

  • Movimentos Inteligentes.
  • Acompanhamentos psicológicos.
  • Terapias naturais para dor (reflexologia, homeopatia, acupuntura).

O mais importante para aqueles que sofrem com problemas neurológicos é não se acostumarem com a dor.

Para isso saia da posição de passivo, que apenas sente as consequências e passe para condição de agente no alívio dos sintomas. E para começar perceba o que seu corpo e seu cérebro estão pedindo, pratique o autoconhecimento, aprenda a ler os sinais que seu organismo envia e dê a ele o que ele necessita.

Muitas dores podem ser tratadas com a prática do equilíbrio corpo e mente, experimente e comprove os benefícios do Movimento Inteligente!

VEJA ESSE VÍDEO

Sobre Kelly Lemos

Veja também

Dores crônicas e os traumas emocionais

Você já passou por alguma situação onde pensou que o trauma emocional foi tamanho, que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Aprenda a ALIVIAR 80 a 100% da DOR CRÔNICA na COLUNA e ARTICULAÇÕES em Apenas 8 Semanas.

(Sem Remédios, Sem Cirurgias e Sem Sair de Casa)

envelope