Home / Aprenda / Sou uma pessoa muito ansiosa, o que fazer?

Sou uma pessoa muito ansiosa, o que fazer?

Você é uma daquelas pessoas que não vivem sem um relógio para controlar todos os passos do seu dia?

Ou então, aquela que quando tem um compromisso ou se precisa esperar uma resposta, sente até um desconforto físico?

E quando marca uma viagem? Já começa a se preocupar meses antes com as malas, o tempo, o caminho…

Será que você é ansiosa (o)?

Se você conseguiu se enxergar em uma dessas cenas descritas acima ou outras parecidas, provavelmente a resposta é sim!

E olha que maravilha! Você já entendeu que existe um problema, essa é a parte mais complicada de qualquer situação adversa, então agora o próximo passo é entender as causas e trabalhar para melhorar essa condição tão desconfortável que é a ansiedade.

A ansiedade está muito ligada a preocupação excessiva e antecipada com os fatos, as pessoas, enfim, com tudo à sua volta.

E não pense você que essa é uma condição irreversível, que você sempre foi assim e nunca poderá mudar, existe sim uma forma de tratar naturalmente a sua ansiedade e trazer para sua vida e para a vida de quem está a sua volta, muita qualidade e bem-estar!

E o primeiro exercício proposto é ler o texto na ordem que ele está escrito, sem pular as etapas e ir até o final para saber um pouco mais sobre como controlar a sua ansiedade.

Mudando os hábitos

A ansiedade é um grande hábito limitante e autossabotador, capaz de gerar estresse e níveis elevados de tensão que não trazem a você nenhum resultado positivo, ao contrário, ela pode causar pensamentos e emoções tão confusas e catastróficas que é capaz de paralisar uma pessoa, a incapacitando de tanto medo!

Mas você é capaz de diminuir essas sensações e até mesmo superar a ansiedade que invade seu corpo e sua mente!

Uma maneira de controlar a ansiedade e acalmar seus pensamentos é “ treinando a mente”, isso mesmo, mudando os pensamentos que trazem sensação de ansiedade e impotência por outros que estimulem a serenidade e a concentração.

E nesse momento você pode estar pensando? “ Ah, mas isso não é nada fácil, só quem sente é que sabe”.

E é exatamente isso: só quem sente é quem sabe, por isso, só você é capaz de promover a mudança dos seus hábitos mentais, com ajuda é claro de recursos que irão direcionar a sua mente ao caminho da cura e do bem-estar.

E a primeira coisa que precisa fazer é fugir da crença errônea e limitante de que a ansiedade é difícil de ser controlada, quebre esse paradigma, lembre-se do excesso de preocupação que causa a ansiedade, sendo assim comece a se despreocupar com a preocupação.

Não fique pensando que tal situação irá te deixar ansiosa (o), ou em como resolver tal fato para que possa não se preocupar mais tarde. Viva uma coisa de cada vez, pense em cada coisa no momento de sua realização.

Como começar a mudança?

E agora que você já sabe que precisa se habituar a ser uma pessoa centrada e que tem controle da sua ansiedade e que isso depende da sua atitude mental, veja algumas práticas simples que irão te ajudar a começar o processo de transformação mental.

  1. Esvazie a mente, para que bons pensamentos entrem, precisa haver espaço, por isso, exercite o ato de manter a mente completamente vazia, yoga e meditação podem ajudar muito nesse ponto.
  2. Promova sentimentos e pensamentos positivos, estimule seu cérebro a agir de maneira positiva e focada, para isso cultive boas ações e atividades prazerosas, e sempre que perceber os pensamentos fugindo do controle, retome o controle, mostre quem manda!
  3. Aprenda a aceitar, a resiliência, a aceitação dos fatos e de você mesmo diante deles é uma maneira de começar uma transformação interna que irá resultar em mais tolerância e calma.
  4. Descubra a incerteza, entenda que de nada adianta sofrer por algo que ainda está por acontecer. Concentre-se nas coisas que podem ser realizadas e deixe que as outras sigam seu curso.
  5. Crie limites, isso mesmo, estabeleça um determinado tempo para se preocupar e após o término desse tempo, você perceberá que nada mudou e nesse momento é hora de colocar as outras práticas para funcionar!
  6. Ame-se e cuide-se- você é importante, acredite! Para você mesmo e para quem está a sua volta e isso merece cuidado, por isso cultive a amorosidade e o autocuidado.
  7. Procure ajuda, se os sintomas da ansiedade já te impedem de realizar simples e vitais atividades como dormir e se alimentar, procurar ajuda especializada é uma forma de superar essa barreira mental

Relaxar é preciso!

Uma rotina acelerada, a necessidade de ter todas as informações aqui e agora, as tensões impostas pela sociedade geram muita ansiedade nas pessoas que vivem no mundo contemporâneo.

E para combater e até prevenir a ansiedade é necessário relaxar! Então, faça:

  • Atividades físicas relaxantes;
  • Terapia de autoconhecimento;
  • Atividades que proporcionem prazer, como ler, ouvir música e fazer Movimentos Inteligentes são benéficos ao corpo e a mente humana;

Por isso, procure maneiras de se desconectar do modelo acelerado de vida que a maioria vive nos dias atuais;

Livre-se do estresse e o mais importante! Você não precisa carregar todas as preocupações do mundo sozinha, compartilhe!

E finalmente, viva, mas viva intensamente cada momento, não perca segundos preciosos se preocupando com as incertezas e preocupações do mundo e sabe porquê?

Porque esses momentos não poderão ser revividos e as incertezas ainda estarão lá, prontas para serem enfrentadas no momento certo.

Tudo a seu tempo! Esse é o verdadeiro sentindo que seus pensamentos devem seguir.

Agindo dessa maneira você irá começar a se perceber de dentro para fora, garantindo assim que sua energia irradie positivismo, foco e calma para se manter concentrado, te ajudando a controlar a ansiedade.

Ansiedade?

Que ansiedade?

Se você conseguir entender as prioridades e que tudo tem o seu momento para acontecer, essa palavra será apenas mais uma em meio a milhões de outras que existem no dicionário.

Sobre Kelly Lemos

Veja também

Dores crônicas e meditação – 4 dicas infalíveis para acabar com elas

Então você está buscando por dicas de como acabar com as dores crônicas? Pois saiba …

2 comentários

  1. Tenho crises de dor na coluna lombar e minha cunhada que me falou dos movimentos inteligentes e que eu poderia conseguir resolver meu problema. Quero conhecer mais e participar, pois, ao abrir este site vi que ele é muito mais abrangente e oferece informações e ajuda para muitas outras situações difíceis de ser enfrentada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Aprenda a ALIVIAR 80 a 100% da DOR CRÔNICA na COLUNA e ARTICULAÇÕES em Apenas 8 Semanas.

(Sem Remédios, Sem Cirurgias e Sem Sair de Casa)

envelope